Games

publicidade
14 de setembro de 2012 • 14h26

Ubisoft pretende fazer menos jogos AAA e mais 'free to play'

Yves Guillemo diz que tendência é fazer menos jogos AAA e trabalhar em títulos disponíveis em diversos dispositivos
Foto: Divulgação
 

A produtora Ubisoft já está pensando e trabalhando na próxima era de entretenimento digital. Em entrevista para o jornal The Guardian, o CEO Yves Guillemo disse que a desenvolvedora francesa quer produzir mais jogos free to play que transitem por diferentes plataformas e reduzir a quantidade de games AAA, como suas franquinas Assassin's Creed e Splinter Cell.

"Com a próxima geração de consoles, os jogos serão maiores e faremos menos deles. Mas com os jogos free to play, as equipes não serão tão grandes, então podemos testar coisas diferentes e encontrar assuntos de interesse dos consumidores. Esse novo ambiente está nos dando uma grande chance - por estarmos alcançando novos consumidores - de desenvolver novos tipos de marcas e experiências de jogo", explicou.

Mesmo com os free to play sendo a nova tendência do mercado, angariando cada vez mais usuários, Guillemo acredita que diferentes tipos de jogos irão coexistir. Ele ainda vai mais longe: os games estarão disponíveis simultaneamente em diferentes plataformas.

"Você deveria poder usar qualquer dispositivo que tenha, em qualquer lugar, para continuar o jogo. O que vejo no futuro é que você será capaz de levar os títulos de PC e consoles para qualquer lugar, seja ele com a experiência completa ou adaptada para smartphones. Nem todo jogo terá isso, mas nós precisamos ter a disponibilidade de competir com nossos amigos sincronizadamente ou não".

Além disso, o executivo disse que os games free to play são uma ótima oportunidade para testar jogos diretamente com os usuários e depois adaptá-los para os consoles. "Com os jogos digitais, nós precisamos saber que podemos reagir rápido, mudar a experiência de jogo e criar um sistema que podemos entender o que acontece. Nós precisamos saber por que as pessoas param de jogar em certos momentos. O primeiro objetivo é sempre fazer da experiência de jogo algo interessante. E como disse, tudo que aprendemos neste mundo podemos usar nos consoles."

Terra