Games

publicidade
12 de abril de 2010 • 15h21

"Halo é cheio de besteiras", diz roteirista de 'Crysis 2'

Escritor responsável por jogo de guerra Crysis 2, que narrará invasão alienígena à cidade de Nova York, Estados Unidos, diz que ficção científica de (série de jogos) Halo é cheia de besteiras e personagens superficiais
Foto: Divulgação

Richard K. Morgan, escritor que assinará o roteiro do jogo de guerra

Crysis 2

, narrando uma invasão alienígena à maior e mais importante metrópole do mundo, a cidade de Nova York, nos Estados Unidos, disse que a história contada na série de jogos de guerra

Halo

é cheia de besteiras e personagens simples.

» Veja galeria de fotos
» Jogue games online
» Criadores de 'Call of Duty' farão jogos para Electronic Arts
» 'Bad Company 2' contra 'Modern Warfare': a vitória muda de lado

Crysis 2 estreia no 4º trimestre de 2010.

O título é feito para computadores PC e para os consoles Playstation 3 (PS3), da Sony, e Xbox 360 (X360), da Microsoft. Quem assina o jogo é a produtora Crytek, da cidade de Frankfurt, Alemanha -- com a colaboração da produtora Crytek UK (ex-Free Radical).

Em entrevista ao site Nowgamer, Morgan não dosou as falas e fez sérias críticas. "Halo está cheio de besteiras e arquétipos de personagens". De acordo com Morgan, os personagens de Halo são modelos simples e sem profundidade.

"A razão de a ficção científica (de Halo) não funcionar não tem nada a ver com o fato de você não poder enxergar o rosto de Master Chief (protagonista da série)", diz o escritor, que ironiza a profundida da história de Halo, mencionando que alguns de seus argumentos se resumem a "OK, vamos matar aqueles indivíduos".

Autor, Richard K. Morgan
O autor britânico Richard K. Morgan tem entre seu catálogo de obras literárias os livros de ficção científica protagonizados pelo anti-herói Takeshi Lev Kovacs, agente especial e ex-militar cuja etnia mistura traços japoneses e do leste europeu.

As aventuras de Kovacs são do denominado estilo cyberpunk, tal como Neuromancer (1984), de William Gibson -- que inspirou o filme Matrix (1999) --, com eventos rolando no século XXV, e são vistas nos livros Carbono Alterado (2002), Broken Angels (2003) e Woken Furies (2005) -- esses dois últimos ainda sem tradução para o português.

Jogo e série
Crysis é uma trilogia de ficção científica que narra combates entre a humanidade e alienígenas que invadem o planeta Terra.

O primeiro episódio da trilogia tem início na fictícia Ilha Lingshan, enquanto a spin-off (história paralela) Crysis Warhead é ambientada nas proximidades das Filipinas, ambas locações na Ásia.

O segundo episódio tem início com a invasão alienígena à cidade de Nova York, Estados Unidos, causando pânico na população do mundo inteiro que, finalmente, toma conhecimento sobre a realidade da existência de vida extraterrestre e, pior, que isso representa uma séria ameaça à humanidade.

Para enfrentar a ameaça extraterrena, o grupo de elite Força Delta, do Exército dos Estados Unidos, utiliza o uniforme bélico Nanosuit 2.0, uma roupa especial, extremamente resistente e que dá superpoderes a seu usuário.

O roteiro do jogo é do escritor de ficção científica Richard K. Morgan e Crysis 2 é seu primeiro trabalho envolvendo jogos eletrônicos.

"Jogos são a única coisa em minha vida que eu classificaria como sendo de total apego", disse Morgan, que está entusiasmado com o desenvolvimento do roteiro. "Esse meio tem toda a carga emotiva vista nas narrativas do cinema e da literatura. Estou entusiasmado em explorar o formato e em ver meu projeto sendo feito com uma produtora (de jogos) de primeira classe como a Crytek", confessou o escritor.

Cevat Yerli, co-fundador e presidente da produtora, disse que Morgan tem ajudado a tornar o jogo mais envolvente do que nunca. "Ele está ajudando a tornar as ideias (dos produtores de Crysis 2) em uma história envolvente, que prende a atenção dos jogadores de maneiras novas e emocionantes. Sua paixão pela escrita e pelos jogos é perfeita para nossa equipe", completou.

Crysis 2 é o primeiro título a ser desenvolvido com o motor gráfico CryEngine 3, nova geração da tecnologia criada pelo estúdio Crytek, de Frankfurt, Alemanha.

Espera-se que o título apresente uma qualidade gráfica inédita. O primeiro jogo Crysis (2007) -- que utiliza o (antigo) motor gráfico CryEngine 2 -- à época foi considerado o jogo com os melhores gráficos já vistos. Aliás, ainda hoje Crysis é referência gráfica de ponta.

Crysis 2 (produção: Crytek | distribuição: Electronic Arts) PC, PS3, X360.
Estreia:
América, 4º trimestre de 2010
Ásia, 4º trimestre de 2010
Europa, 4º trimestre de 2010
Oceania, 4º trimestre de 2010

Especial para Terra