0

Relembre a história de ‘Street Fighter’

Listamos os principais capítulos da franquia para você relembrar antes da chegada do quinto game

15 dez 2015
09h00
  • separator
  • comentários

Dona de personagens marcantes, como Ryu, Ken, Chun-Li e Blanka, a franquia é atualmente a mais popular nos videogames quando o gênero é luta. Seus jogos são sucessos de vendas e utilizados em campeonatos mundiais, cujas batalhas atualmente chegam a atrair milhões de espectadores quando são transmitidas online.

Street Fighter V chega em fevereiro de 2016
Street Fighter V chega em fevereiro de 2016
Foto: Capcom / Divulgação

 

Aproveitando a eminente chegada de Street Fighter V, em fevereiro de 2016, listamos os outros capítulos principais da franquia (desconsiderando os vários Versus) para você conhecer ou relembrar.

 

Street Fighter

Primeiro game da série não foi exatamente um sucesso
Primeiro game da série não foi exatamente um sucesso
Foto: YouTube / Reprodução

 

O primeiro game da franquia saiu em 1987 para arcades e introduziu Ryu, que até hoje é o lutador símbolo de Street Fighter. O jogo, porém, não foi exatamente um sucesso de crítica, recebendo notas baixíssimas de publicações especializadas na época. A revista Computer and Videogames, por exemplo, deu a nota 2/10 à versão do título, até então disponível apenas para os consoles Amiga e Atari ST. Mas isso não impediu que o primeiro Street Fighter fosse levado a hardwares domésticos, como o Commodore 64 e computadores com DOS.

 

Street Fighter II

O segundo Street Fighter alçou a série ao estrelato e foi relançado com gráficos em alta resolução no Xbox 360, no PC e no PS3
O segundo Street Fighter alçou a série ao estrelato e foi relançado com gráficos em alta resolução no Xbox 360, no PC e no PS3
Foto: Capcom / Divulgação

 

A mudança foi drástica no segundo jogo, lançado em 1991 para arcades, com o nome Street Fighter II: The World Warrior. Além de Ryu, o game introduziu os lutadores E. Honda, Blanka, Guile, Chun-Li, Zangief e Dhalsim, além dos "chefões" Balrog, Vega, Sagat e M. Bison, todos presentes nos títulos atuais. Esse foi o primeiro da série a contar com um sistema de combos e a receber atenção total da desenvolvedora Capcom, que viu outro título do gênero, Final Fight, fazer bastante sucesso no mercado. Street Fighter II ainda ganhou versões para Super Nintendo, PC, Commodore 64, Amiga e outros consoles, além de títulos derivados como o clássico Street Fighter II Turbo: Hyper Fighting.

 

Street Fighter Alpha

Série Alpha chegou em 1996 e foi dividida em três games - além de ter ganhado uma versão refeita para PS2 em 2006
Série Alpha chegou em 1996 e foi dividida em três games - além de ter ganhado uma versão refeita para PS2 em 2006
Foto: Capcom / Divulgação

 

Chamado de Street Fighter Zero no Japão, Street Fighter Alpha: Warrior's Dream apareceu quatro anos depois do segundo game. O jogo aperfeiçoou o sistema de combos de Street Fighter II Turbo e introduziu uma técnica de contra-ataque especial, a Alpha Counter. Entre os lutadores, o destaque fica com Akuma, que aparece como um chefão secreto (e como um personagem jogável, caso você digitasse o código certo), e Dan, uma provocação da Capcom aos protagonistas de Art of Fighting, game de luta da desenvolvedora rival SNK. Do jogo, aliás, foram derivados Street Fighter Alpha 2 e Street Fighter Alpha 3.

 

Street Fighter EX

Feito pela Capcom em parceria com o estúdio Arika, game foi o primeiro da franquia a ter visuais 3D. A imagem é de Street Fighter EX3
Feito pela Capcom em parceria com o estúdio Arika, game foi o primeiro da franquia a ter visuais 3D. A imagem é de Street Fighter EX3
Foto: Capcom / Divulgação

 

Lançado em 1996 e coproduzido pela Capcom, em parceria com a Arika, o game foi o primeiro dos Street Fighters a contar com gráficos 3D. A lista de personagens trouxe alguns novatos exclusivos, como Hokuto e o esquisito Skullomania, que serviu como uma homenagem da Capcom a séries como Black Kamen Rider. A lista de personagens escondidos e chefões também trouxe novidades - Darun e Kairi, presentes nesse e nos outros quatro games da franquia: EX Plus, EX Plus Alpha, EX2 e EX3, que trouxeram ainda mais lutadores e saíram entre 1997 e 2000 para arcades e consoles da Sony.

 

Street Fighter III: New Generation

Os games derivados de Street Fighter III são considerados alguns dos melhores da série de luta
Os games derivados de Street Fighter III são considerados alguns dos melhores da série de luta
Foto: Capcom / Divulgação

 

Lançado em 1997 para arcades, New Generation descartou quase todos os personagens dos jogos anteriores (com exceção de Ryu e Ken) e introduziu um novo protagonista, Alex. Os velhos nomes foram substituídos por novatos, alguns deles - como o boxeador Dudley - presentes até hoje em jogos da franquia. O game foi seguido de Street Fighter III: 2nd Impact (que chegou ao Dreamcast entre 1999 e 2000) e de Street Fighter III: 3rd Strike (com versões para Xbox, Xbox 360, PS2 e PS3).

 

Street Fighter IV

O mais recente jogo da franquia de games de luta trouxe gráficos bem aprimorados
O mais recente jogo da franquia de games de luta trouxe gráficos bem aprimorados
Foto: Capcom / Divulgação

 

Por fim, o último Street Fighter antes do quinto game, chegou há quase oito anos, em 2008. Street Fighter IV trouxe gráficos aprimorados e foi lançado para servir como uma sequência direta para Super Street Fighter II Turbo. Entre velhos conhecidos, a lista de lutadores da versão para arcades trouxe nomes como o mexicano El Fuerte, a agente especial C. Viper, o "homem sem passado" Abel e o irmão mais velho do vilão Akuma, Gouken. A versão para PS3, Xbox 360 e PC aumentou a lista de personagens, que ficou ainda maior em Super Street Fighter IV e Hyper Street Fighter IV. Essas duas sequências, além de introduzirem novos lutadores, serviram para aperfeiçoar e balancear a jogabilidade do game original, uma prática bastante comum seguida pela Capcom nos demais capítulos.

 

Fonte: Dialoog Comunicação

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade