1 evento ao vivo

Cantor do Cypress Hill perde processo de US$ 250 mi para 'GTA'

2 nov 2012
22h31
atualizado às 22h37

Michael "Shagg" Washington, um dos vocalistas de apoio do grupo de rap Cypress Hill, perdeu o processo de US$ 250 milhões que abriu contra a Rockstar, criadora de GTA, há dois anos. Ele alegava que sua aparência e histórias de vida foram usadas como base para o protagonista de Grand Theft Auto: San Andreas, Carl "CJ" Johnson.

O músico pedia o valor indenizatório porque em 2003 a produtora o entrevistou para saber mais sobre sua "vida nas ruas". Ele diz que os detalhes dados foi essencial para a criação do personagem.

Apesar de seu nome ser citado como modelo nos créditos de San Andreas, a corte da Califórnia, nos Estados Unidos, disse, nesta sexta-feira (2), que a aparência do personagem é tão genérica que seria necessário incluir o nome de mais centenas de outros homens negros.

De acordo com o juiz do caso, Shagg teria que apresentar evidências substanciais, como cópias de tatuagens e marcas de nascimento.

Michael "Shagg" Washington alegava que suas histórias e aparência foram usadas para a criação do personagem "CJ", de 'GTA: San Andreas'
Michael "Shagg" Washington alegava que suas histórias e aparência foram usadas para a criação do personagem "CJ", de 'GTA: San Andreas'
Foto: Divulgação
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade